Sidel - garrafa ET

LEITE UHT ENVASADO EM PET NA PRIMEIRA SIDEL COMBI PREDIS ASSÉPTICA – UMA ESTREIA PARA A ITÁLIA

A Centrale del Latte di Brescia dobrou sua produção asséptica de leite UHT envasado em garrafas PET e, com isso, passou a se beneficiar de uma linha de envase simples, segura e sustentável. Com esse projeto, a empresa, vocacionada para a inovação, torna-se a primeira produtora da Itália a investir na solução combinada de sopro-enchimento-fechamento asséptica e ecológica da Sidel, a Sidel Combi Predis™ asséptica.

A missão de proporcionar real qualidade
A história da Centrale del Latte di Brescia começa em 1930, quando foi fundada para distribuir leite para a comunidade local de Brescia, uma cidade localizada no norte da Itália, aos pés dos Alpes. A empresa nunca falhou em sua missão de fornecer diariamente leite com higiene garantida – nem sequer um dia –, mantendo sua produção ininterrupta durante toda a Segunda Guerra Mundial. Atualmente, garante a produção de muitos produtos à base de leite diferentes (desde leite fresco até mascarpone) e outros produtos lácteos, como iogurtes e diversos tipos de queijos, alternativas ao leite à base de plantas, ovos e produtos à base de ovos, saladas prontas para o consumo e frios.

 

Uma empresa comprometida com a inovação
Desde a sua constituição, a Centrale del Latte di Brescia demonstrou constantemente sua vocação para a inovação. A empresa foi a primeira da Itália a produzir leite UHT longa vida (nos anos 1960) e também a envasar o produto em garrafas PET (início dos anos 2000), a primeira a produzir e comercializar sorvetes à base de iogurte e uma das raras a produzir um leite exclusivo de alta qualidade e padrão elevado preço, com características nutricionais específicas.
Comercializa sua própria marca e é também co-packer de outros produtos e marcas privadas. Em 1996, a Centrale del Latte di Brescia deixou de ser uma empresa do município para se tornar uma sociedade anónima, ainda que a municipalidade ainda atue como parceiro de referência.

Em 2015, a própria cidade (que incorporou ações de outros membros históricos ao longo dos anos) vendeu 48% de suas ações para organizações agrícolas e empresas de processamento industrial e distribuição. E, subsequentemente, mais 1% das ações foram disponibilizadas aos funcionários da Centrale del Latte di Brescia. “Isso nos deu a oportunidade de refinar o escopo de nossa estratégia industrial, a fim de melhor atender às expectativas dos consumidores e desenvolver mais os negócios. Sempre reconhecemos a importância de investir em inovação no que diz respeito às nossas tecnologias de processo e soluções de embalagem de leite, e foi nessa perspectiva que a empresa evoluiu e cresceu até este ponto”, comenta Paolo Bonometti, Diretor de Fábrica da Centrale del Latte di Brescia.

No início dos anos 2000, a empresa substituiu embalagens cartonadas por PET para promover suas garrafas de leite fresco de 500 ml e 1 litro. “Acreditamos fortemente na importância da renovação da marca, a fim de proporcionar uma imagem mais moderna e dinâmica à nossa linha de leites. A escolha da embalagem certa é fundamental nesse processo. As garrafas PET oferecem uma grande liberdade em termos de design de embalagem para diferenciar a marca e, aspecto essencial, também cumprem com as normas rigorosas de segurança alimentar”, explica Bonometti. “Aproveitamos o sucesso desse lançamento de leite fresco envasado em PET para promover nosso leite UHT em garrafas PET atraentes, em 2004.” Na época, a produtora de produtos lácteos investiu em uma linha PET asséptica completa composta por equipamentos independentes. Em apenas alguns meses, a empresa praticamente concluiu a transição da produção de leite em embalagens cartonadas para garrafas PET, um desenvolvimento inovador que obteve uma resposta positiva por parte dos consumidores italianos.

 

Solução comprovada para enfrentar desafios
Acompanhando o aumento do consumo de leite UHT envasado em PET na Itália, a Centrale del Latte di Brescia recentemente precisou aumentar sua capacidade de produção. A empresa queria garantir a mais elevada qualidade de seus produtos, reduzindo ao mesmo tempo a necessidade de produtos químicos. Também era preciso levar em conta o espaço restrito disponível na fábrica: um prédio histórico localizado no centro da cidade de Brescia. Com base em sua vasta experiência em produtos lácteos e especificamente na produção e embalagem assépticas, a produtora italiana avaliou as principais soluções disponíveis no mercado. “Finalmente, iniciamos essa nova jornada investindo em uma linha incluindo uma Combi asséptica Sidel equipada com descontaminação seca de preformas: a primeira envase de leite UHT em PET da Itália”.

Uma das principais razões pelas quais a empresa escolheu a Sidel como fornecedora de sua nova linha foi a implementação bem-sucedida da Combi Predis asséptica por importantes nomes da indústria do mundo todo. Um desses projetos de produção de produtos lácteos está localizado na América do Norte que, após ensaios, recebeu a aprovação da Food & Drug Administration (FDA) para a Combi Predis asséptica. Com isso, ela passa a ser o primeiro equipamento de envase asséptico em PET com tecnologia de esterilização seca de preformas do mundo a ser validado no mercado dos Estados Unidos para processamento e distribuição de bebidas de baixa acidez. “Graças à parceria com a Sidel, pudemos nos beneficiar de uma vasta experiência em envase asséptico em PET, com a certeza da confiabilidade de sua tecnologia de descontaminação seca de preformas, graças às numerosas referências instaladas no mundo todo. Tivemos a oportunidade de visitar algumas delas e ficamos realmente impressionados com as linhas e com o feedback dos produtores”, continua Bonometti.

 

Diferencial de marca e oportunidades de mercado
Com o investimento na Sidel Combi Predis asséptica, a empresa passou a se beneficiar da solução integrada de sopro-enchimento-fechamento para alavancar as vantagens comerciais e de praticidade oferecidas pelo PET. “O formato quadrado de nossas garrafas permite a otimização do padrão de paletização, com maior número de recipientes por palete”, disse Bonometti. O design exclusivo das garrafas PET para leite fresco e UHT também fazem com que a Centrale del Latte di Brescia e as marcas dos varejistas se destaquem dos outros produtos na prateleira. “Nossa garrafa inovadora rompe com os códigos visuais de embalagens de leite UHT aos quais os consumidores estavam acostumados. Usamos as formas e a ampla superfície que a garrafa oferece para decorar, para ‘vestir’ nossos produtos com rótulos roll-fed ou sleeve, que representam também a garantia de uma embalagem intacta para os consumidores. Além disso, nossas garrafas apresentam diversas cores impactantes e chamativas para identificar as diferentes categorias de leite.”

As garrafas PET e as marcas são também uma boa ferramenta de marketing quando a empresa usa sua solução de embalagem PET para promover marcas de outros produtores de produtos lácteos e varejistas. “Estamos elaborando garrafas PET exclusivas, com designs de rótulos personalizados, incluindo cores e fontes tipográficas, para apresentar o PET como alternativa à embalagem cartonada para os principais players italianos do setor de laticínios . As garrafas falam por si só. Suas vantagens em termos de funcionalidade de embalagem e seu impacto são realmente potentes no que diz respeito ao posicionamento de mercado e experiência de consumo.”
Segurança de produtos sensíveis reforçada graças a garrafas PET com barreira de proteção
A segurança e a integridade do produto, isento de problemas de qualidade causados pelo desenvolvimento de micro-organismos e por alterações causadas pela luz, oxigênio e temperatura, são capitais para garantir o êxito do envase de leite fresco e UHT em garrafas PET,“As soluções PET de embalagem realmente permitem preservar o sabor fresco, o teor de vitaminas, a textura e a cor dos produtos lácteos, desde a produção até o armazenamento, expedição e distribuição. O PET com barreira opaca que usamos, combinado com o processo de descontaminação seca de preformas, oferece maior segurança do produto. Não precisamos usar tampa de alumínio, pois a vedação entre a garrafa injetada e a tampa é muito confiável, e os consumidores apreciam muito isso”, comenta Guillaume Rolland, Diretor da Categoria de Produtos Sensíveis da Sidel.

 

Dimensões compactas com o dobro de produção
A pequena área disponível foi um desafio especial do projeto. A fábrica da Centrale del Latte di Brescia, um prédio histórico, situado no centro da cidade, oferecia possibilidades mínimas de ampliação do local de produção para acomodar uma nova linha. “Um antigo prédio foi demolido e substituído por uma nova construção com dois pisos: o subsolo, destinado ao armazenamento de matérias-primas, e o piso térreo, que abriga os escritórios e as áreas de produção asséptica”, explica Bonometti. Uma configuração industrial similar à da primeira linha asséptica, baseada em uma abordagem de equipamentos independentes, não seria conveniente em razão do espaço limitado disponível na fábrica. Por isso, a empresa precisava implementar uma configuração muito mais compacta, o que justificou a decisão por uma solução integrada de sopro-enchimento-fechamento, aspecto importante para Bonometti: “A produção em pequena escala viabilizada pela Sidel Combi Predis asséptica atende especificamente as exigências, com um layout ultrarreduzido, que se adapta de maneira ideal ao espaço restrito de que dispomos em nossa fábrica. É também perfeitamente dimensionada para nossas necessidades de produção, com rendimento de até 16.000 garrafas por hora, o que nos permite dobrar o volume de produção de leite UHT.”

 

Produção flexível e eficiente
A nova linha é utilizada para uma variedade de leites diferentes, incluindo numerosas referências de marca própria da Centrale del Latte di Brescia, além de outras produzidas para marcas privadas, em formatos de 330 ml, 500 ml e 1 litro. No que diz respeito às principais referências, graças à aplicação do mesmo design, independentemente da marca e do formato da garrafa, quase não são necessários ajustes: apenas a troca do próprio produto e dos rótulos. “É possível realizar trocas de formato simples e rápidas, com pouca intervenção manual e tempo reduzido de parada para trocas de bebidas, e apenas 3 horas são necessárias para a limpeza e esterilização. A rotuladora Sidel Rollquattro oferece grande flexibilidade para a troca de nossos rótulos wraparound, fundamentais para a personalização de nossas garrafas”, comenta Bonometti.
A linha é também equipada com transportadores Sidel e uma mesa de acumulação muito compacta para caber na área reduzida disponível. “Estamos satisfeitos com o desempenho geral e a confiabilidade da linha de envase, que chega a atingir uma eficiência superior a 95%, com uma média de 92%.”

 

Um importante avanço
A escolha da Combi Predis asséptica representa um importante avanço em termos de segurança alimentar e produção sustentável, bem como, em matéria de economia de custos, já que a tecnologia de descontaminação seca de preformas da Sidel não usa água e apenas quantidades mínimas de produtos químicos. O forno da sopradora ativa o efeito de esterilização do vapor de peróxido de hidrogênio, sem necessidade de outro tipo de aquecimento das preformas. A mesma tecnologia é usada na descontaminação de tampas da Capdis™ da Sidel. “Esse processo é realmente simples e garante alto nível de descontaminação, protegendo o conteúdo envasado na garrafa dos micro-organismos”, disse Rolland.

Ao integrar as funções de descontaminação de preformas, sopro e enchimento com a descontaminação de tampas em um mesmo compartimento, a Sidel Combi Predis garante o enchimento e o fechamento assépticos da garrafa PET sem consumo de água. “Estamos realmente satisfeitos com as vantagens da solução em termos de segurança alimentar, qualidade e confiabilidade superiores, custo-benefício e sustentabilidade de produção. Em comparação com linhas PET equipadas com enchedora asséptica com descontaminação úmida de garrafas e sopradora separadas, também é mais fácil de operar e realizar manutenção”, diz Bonometti. O resultado é uma produção asséptica de bebidas simples e confiável em garrafas PET, com monitoramento contínuo dos parâmetros críticos para reduzir o risco de contaminação a zero.

Todo o projeto se baseou em uma sólida colaboração entre a Centrale del Latte di Brescia e a Sidel. “Temos a vantagem da proximidade da unidade de Parma da Sidel, localizada a cerca de 120 km da nossa fábrica”, conclui Bonometti. Atualmente, a fábrica acolhe diversos players do setor de bebidas e laticínios, que desejam ver uma Combi Predis asséptica em operação, e é uma renomada referência entre as unidades de produção de produtos lácteos da Europa.

 

Fonte: EMG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os textos publicados neste espaço são de responsabilidade única de seus autores e podem não expressar
necessariamente a opinião do Portal.