Pesquisadores do Cm palestras na FCE CosmNPEM ministraetique – Dias 24 e 25 de maio, no São Paulo Expo

Header-Email-MKT-Cosmetique-021

 

O médico Eduardo Pagani e a PhD em Química Ana Carolina Zeri, pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) realizarão palestras durante a FCE Cosmetique – primeiro evento do setor cosmético no calendário latino americano. O evento é considerado a principal plataforma de negócios deste mercado, já que reúne todos os setores que participam do desenvolvimento e produção de cosméticos. A FCE Cosmetique acontece de 23 a 25 de maio no São Paulo Expo, na capital paulista.

Os temas tratados pelos especialistas do CNPEM serão “Métodos Alternativos para Testes de Segurança em Cosméticos” e “Aceleradores de partículas, cristalografia e a busca por cosméticos e fármacos mais eficientes”. As palestras serão realizadas nos dias 24 e 25 de maio, às 17h e 16h10, respectivamente. Nestas apresentações, será possível conhecer o projeto “Human on a chip” e os detalhes do novo acelerador de elétrons brasileiro – Sirius – a mais complexa infraestrutura científica já projetada e construída no País.

Os temas

Métodos Alternativos para Testes de Segurança em Cosméticos

O CNPEM possui uma plataforma dedicada ao cultivo de tecidos humanos em chips. Estes tecidos são produzidos em arranjos que simulam a morfologia e a funcionalidade dos órgãos humanos. Chamados de organoides, os tecidos são mantidos em chips controlados por computadores que realizam a circulação de um fluído que cumpre parcialmente as funções do sangue. O método permite o cultivo de diferentes tecidos no mesmo chip, uma estratégia para reprodução da complexidade do organismo humano. Na palestra, o gerente de inovação, Eduardo Pagani, apresentará o potencial e as aplicações desta tecnologia que, além de revolucionar o sistema de testes funcionais e toxicológicos, também está alinhada com a tendência de redução do uso de animais em testes laboratoriais voltados para indústria ou para pesquisa básica.

A iniciativa, conhecida por “Human on a chip”, integra o portfólio de projetos da Rede Nacional de Métodos Alternativo ao Uso de Animais (RENAMA). O projeto é desenvolvido com apoio do Ministério da Saúde, Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicações (MCTIC) e Grupo Boticário.

Aceleradores de partículas, cristalografia e a busca por cosméticos e fármacos mais eficientes

Aceleradores de elétrons do tipo luz síncrotron permitem a determinação de estruturas tridimensionais de macromoléculas, revelando as posições espaciais e interações entre os átomos que as compõem. O conhecimento dessas estruturas guia o desenho de moléculas complementares, que atuam como inibidores ou catalisadores, e que são usadas no desenvolvimento de fármacos cada vez mais eficientes. Essas informações detalhadas são importantes não apenas na área da saúde, mas também na produção de alimentos, biocombustíveis, defensivos agrícolas e cosméticos. A área de Biologia Estrutural no Brasil será lançada a um novo patamar a partir da inauguração do Sirius, o novo acelerador de elétrons em construção no CNPEM. Em sua palestra, a pesquisadora Ana Zeri falará sobre a importância de conhecer a intimidade da matéria e apresentará detalhes do Sirius – a mais sofisticada infraestrutura científica já construída no País.

 

Serviço:

Palestras do CNPEM na FCE Cosmetique

Aceleradores de partículas, cristalografia e a busca por cosméticos e fármacos mais eficientes

Data: 24 de maio de 2017

Horário: 16h10

Pesquisador: Dra. Ana Carolina Zeri – PhD em Química pela Universidade da Califórnia e pesquisadora do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS/CNPEM)

 

Métodos Alternativos para Testes de Segurança em Cosméticos

Data: 25 de maio de 2017

Horário: 17h

Pesquisador: Dr. Eduardo Pagani – Médico formado pela USP e pesquisador do Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).

 

Sobre o CNPEM

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) é uma organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Localizado em Campinas-SP, compreende quatro laboratórios referências mundiais e abertos à comunidade científica e empresarial. O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) opera a única fonte de luz Síncrotron da América Latina e está, nesse momento, construindo Sirius, o novo acelerador de elétrons brasileiro de quarta geração, dedicado à análise dos mais diversos tipos de materiais, orgânicos e inorgânicos; o Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) desenvolve pesquisas em áreas de fronteira da biociência, com foco em biotecnologia e fármacos; o Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia de Bioetanol (CTBE) investiga novas tecnologias para a produção de etanol celulósico; e o Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano) realiza pesquisas com materiais avançados, com grande potencial econômico para o país.

Uma das vertentes de atuação do CNPEM envolve a formação complementar de jovens pesquisadores em campos avançados do conhecimento. De forma geral, as atividades de capacitação do CNPEM têm procurado, ao longo dos anos, contribuir para os objetivos das políticas públicas de ciência, tecnologia e inovação voltadas à qualificação de recursos humanos e à produção de conhecimento.

Quatro eixos de atuação guiam os objetivos e atividades desenvolvidas no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais. (I) Oferecer instalações abertas às comunidades acadêmica e empresarial, do Brasil e do exterior; (II) realizar projetos de pesquisa interna em suas respectivas áreas; (III) estabelecer parcerias com empresas dos setores de Agricultura, Indústria e Serviços para apoiar os processos de inovação; e (IV) promover atividades de treinamento e capacitação das comunidades acadêmica e empresarial, assim como o intercâmbio de informações e experiências.

 

 

Fonte: Medialink Comunicação

 

 

Os textos publicados neste espaço são de responsabilidade única de seus autores e podem não expressar

necessariamente a opinião do Portal.