EM APENAS TRÊS SEMANAS, GEBO CERMEX REALIZA IMPORTANTE MODERNIZAÇÃO DA LINHA DE PET DA CAROLA

Gebo-Cermex-line-automation-1024x682

A Carola, uma das maiores produtoras de água mineral da França, está agora produzindo uma nova garrafa PET mais leve e, com isso, também aumentou sua velocidade de produção para 3.000 recipientes por hora. Isso é resultado de uma modernização da linha realizada pela Gebo Cermex, com a instalação e o alcance da velocidade plena de produção em menos de três semanas. A líder mundial em engenharia de linha de embalagem e manuseio de materiais, parte do Sidel Group, trouxe a resposta para a necessidade da Carola de uma modernização profunda para atender aos objetivos industrial, comercial e econômico da empresa.

Após a aquisição da empresa pela Spadel, o grupo internacional focou no envase e na comercialização de águas minerais naturais e de uma gama variada de bebidas refrescantes, foi necessário uma nova estratégia de investimento para a remodelação completa das instalações da linha de PET de Ribeauvillé, na Alsácia (França). A obsolescência estava causando problemas devido à flexibilidade limitada, à capacidade de acumulação restrita e à velocidade reduzida da linha, em razão das limitações de determinadas máquinas e das condições impróprias de trabalho. Acima de tudo, o desempenho da linha estava impedindo que a Carola acompanhasse o ritmo do dinâmico mercado de bebidas e as flutuações da demanda dos consumidores. A empresa estava também muito interessada em minimizar o peso das garrafas que produzia para mudar para formatos de embalagem mais modernos. A nova estratégia de investimento do fabricante incluía um plano de redução de custos de produção.

 

Parceria renovada com base na experiência comprovada

A Gebo Cermex foi escolhida para desempenhar o trabalho de modernização após o êxito de um projeto anteriormente realizado para a Carola. Thierry Klein, Diretor de Manutenção de Produção da Carola-Ribeauvillé, explica: “Testamos os recursos da Gebo Cermex em uma linha de vidro retornável e ficamos especialmente impressionados com a sua expertise em matéria de automação de linha e gestão de projeto. Essa experiência positiva nos convenceu a confiar na empresa novamente para esta modernização, pois sabíamos que as suas competências seriam inestimáveis para nossa nova linha de PET.”

Nesse tipo de instalação, que abrange tudo, desde os transportadores de garrafas até a paletizadora, a conexão entre os diferentes equipamentos de linha, é de importância vital. O desempenho da produção é em grande medida determinado pela eficiência com a qual a linha gerencia os aumentos de velocidade e também as paradas. O projeto da fábrica da Carola-Ribeauvillé apresentou vários outros desafios para a equipe da Gebo Cermex.

Por um lado, a empresa tinha de mudar todos os elementos de uma linha completa de produção sem criar problemas de abastecimento para o produtor de água. Isso significa que a Gebo Cermex devia substituir todos os equipamentos e colocar a linha inteira operando em velocidade plena, para todos os formatos, em no máximo 21 dias. Por outro lado, o cliente precisava modernizar a linha sem ocupar mais espaço em uma fábrica em que a área útil já é bastante limitada.

Alcançando metas e superando expectativas

José Lefort, Gerente Industrial da Carola-Ribeauvillé, comenta: “É evidente que este projeto foi um sucesso. Ele foi além de cumprir nossas expectativas. A meta de produtividade da linha foi alcançada. A velocidade e os ajustes da linha foram otimizados para todos os formatos de embalagem.”

A nova linha aumentou as taxas de produção para 3.000 garrafas por hora para todos os formatos de embalagem. Esse aumento de produtividade significa que a Carola pode agora fornecer maiores volumes em prazos mais curtos, permitindo à empresa atender picos de demandas e reduzir os estoques administrados para esse fim por empresas externas de armazenamento. Lefort prossegue: “O aumento de velocidade de produção para cerca de 3.000 garrafas por hora para todos os formatos nos permitiu mudar para dois turnos de oito horas, com praticamente nenhuma produção noturna.”

 

O cronograma apertado não provocou nenhuma interrupção de fornecimento para o cliente

A etapa mais crítica do projeto – desmontagem da linha existente e montagem dos novos equipamentos – desenrolou-se a contento, dentro do prazo programado, e o reinício de produção foi bem-sucedido para todos os formatos, que agora incluem pacotes de 6, 8 e 24 garrafas. A velocidade de produção foi aumentada rapidamente, e no prazo de um mês, toda a linha estava operando com 75% de eficiência. Todas as máquinas e transportadores foram reinstalados o mais próximo possível do chão para um acesso direto sem necessidade de subir em passarelas, como ocorria na antiga linha. O controle da linha é uma das maiores forças do novo sistema, bem como a gestão avançada de paradas e reinícios nos transportadores e mesas de acumulação entre as máquinas. As trocas de formato na nova linha são também muito mais eficientes que anteriormente.

Lefort conclui: “Não tivemos nenhum problema. Graças a este projeto, pudemos lançar um novo design de garrafa mais leve. Todas as novas garrafas são perfeitamente estáveis nos transportadores. Isso garantiu que pudéssemos atender os pedidos de nossos clientes sem interrupção e ainda oferecer a eles novas opções de embalagem.”

 

Fonte: EMG

 

 

Os textos publicados neste espaço são de responsabilidade única de seus autores e podem não expressar

necessariamente a opinião do Portal.