Sig 03-09 - ok

SIG litera o setor com 100% de energia renovável – eletricidade e gás, na producação mundial

A SIG é a primeira companhia do setor a produzir todas as suas embalagens usando 100% de energia renovável – eletricidade e gás – em suas unidades de produção espalhadas pelo mundo. A eliminação efetiva da produção das emissões dos gases responsáveis pelo efeito estufa representa um grande marco na estratégia Way Beyond Good da SIG, de contribuir para a sociedade e o meio ambiente com mais do que tira deles.

 

A SIG alcançou com dois anos de antecedência sua meta para 2020 de obter 100% de energia renovável e o padrão ouro (Gold Standard) de compensação de CO2 para toda a energia não renovável usada nas unidades de produção. A companhia fez a troca para 100% de eletricidade renovável em 2017 e agora está adquirindo alternativas renováveis para a energia remanescente usada na produção e oriunda do gás natural.

 

A SIG está comprando certificados de biogás atestados pelo reconhecido padrão GoldPower®  para compensar 100% do gás natural usado em suas unidade de produção até 1° de janeiro de 2018.

 

Arnold Schuhwerk, Gerente Global de Categoria de fornecimento de energia da SIG, diz: “Alcançamos um grande marco ao garantir 100% de energia renovável para a produção. Obter alternativas renováveis para o gás foi ainda mais desafiador porque o mercado de biogás renovável ainda não está bem estabelecido”.

 

Sem opções viáveis para obter diretamente o biogás renovável, a SIG o está adquirindo indiretamente, apoiando projetos para a construção e operação de sistemas de transformação de resíduos em energia na China, Tailândia e Turquia, que capturam o gás gerado em aterros sanitários e o usa para produzir energia renovável.

 

O gás de aterros sanitários, gerado pela decomposição do lixo, inclui grandes quantidades de metano, um potente gás do efeito estufa. Evitar que esse gás escape para a atmosfera ajuda a evitar impactos danosos ao clima.

 

Os projetos são certificados pelo padrão GoldPower® , que atesta que eles não só apresentarão reduções mensuráveis das emissões de gases do efeito estufa, como também criarão benefícios para as comunidades locais, como a melhoria da qualidade do ar e da água ou oportunidades de emprego.

 

“Estamos apoiando projetos que capturam os prejudiciais gases do efeito estufa dos aterros sanitários e os convertem em energia”, diz Schuhwerk. “Escolhemos os projetos porque eles são certificados por um padrão reconhecido, o que garante que eles terão um impacto social positivo, além de apoiarem a proteção do meio ambiente.”

 

Todas as emissões remanescentes dos gases do efeito estufa pelas unidades de produção, como as pequenas quantidades liberadas no processo de impressão, também estão sendo compensadas para eliminar completamente da produção as emissões de gases do efeito estufa.

 

A mudança para o gás renovável evitará as emissões de estimadas 28.600 toneladas de COpor ano. Isso dará uma importante contribuição às metas de base científica da SIG de reduzir em 50% as emissões dos gases do efeito estufa de Escopo 1 e 2 até 2030 – e em 60% até 2040 -, em relação ao ano-base de 2016.

 

Ao reduzir o impacto climático das soluções da SIG, esta mais nova etapa do Way Beyond Good também ajudará os clientes a reduzir os impactos de ciclo de vida de seus produtos e alcançar suas próprias metas de sustentabilidade.

 

 

Fonte: Sig Combibloc do Brasil

 

 

 

 

Os textos publicados neste espaço são de responsabilidade única de seus autores e podem não expressar
necessariamente a opinião do Portal.